Nov 1, 2010

Este artigo não pretende ser polêmico, no sentido em que se proponha a demonstrar a cientificidade ou não-cientificidade da psicologia; nem tampouco no sentido em que se coloque a favor ou contra o seu direito à existência, mas não pretende ser neutro. Representa uma tomada de posição e, portanto um compromisso com a forma de colocar as questões, mais do que com algumas das soluções já apresentadas.

A psicologia, desde que surgiu, tem estado às voltas com o problema de sua justificação. Não foram poucos os que tentaram eliminá-la do campo das ciências, sendo mais importantes, pela repercussão que tiveram, as tentativas empreendidas por Comte e Pavlov. (...)

texto pdf

1 comentários :

Tentei abrir o texto em pdf, mas parece ter sido retirado do site. Tem outro modo de conseguir o texto na íntegra?

Reply
Designed By Blogger Templates | Templatelib & Distributed By Blogspot Templates